Infraestrutura

PERMANÊNCIA E APOIO AO ENSINO

Desde janeiro de 2015, o PPGRHS reformulou o espaço de permanência, de modo que a partir de 02/03/2015, passou a dispor de uma infraestrutura de ensino e apoio composta de:
- Sala de permanência maior, com condicionador de ar do tipo Split, que funciona como ambiente de permanência dos novos discentes e também dos bolsistas de iniciação científica envolvidos em projetos aninhados em dissertações de mestrado. Esta sala também funciona como acesso aos demais ambientes de permanência descritos a seguir. Em breve serão construídos banheiros e uma copa;
- três salas de permanência menores com condicionadores de ar, capacidade para três ou quatro alunos de mestrado em fase de dissertação;
- sala de aula: esta sala já existia antes da reformulação, mas está em processo de melhoramento contínuo. Funciona também como de defesas de dissertação, com 63 m2, 35 carteiras, projetor multimídia, quadro branco e condicionador de ar do tipo Split de 48.000Btus;
- sala multiuso: funciona como sala de aula menor, sala de reuniões, sala de estudo para os alunos, sala de defesas de plano ou de dissertação, com área de 35 m2, capacidade para 15 pessoas com condicionador de ar de do tipo Split de 48.000Btus, quadro branco e TV 70” de alta resolução.
- duas salas de permanência de professores, sendo uma a sala do coordenador. As salas possuem cerca de cerca de 10 m2. A sala está do coordenador está integrada ao ambiente de trabalho dos discentes e sua localização é estratégica, pois permite um melhor acompanhado das atividades do programa (de ordem administrativa) e dos discentes em relação à sua permanência;
- Sala de permanência do hidrotécnico: sala que fica na entrada do prédio onde se encontra o PPGRHS, de frente à sala de aula e à sala multiuso.
Importa destacar que a atual sala multiuso era a sala de permanência de todos os discentes, estando ou não em dissertação. Dessa forma, houve um ganho muito grande de espaço para os alunos. Pode-se dizer que o espaço de convivência para os discentes praticamente triplicou. No dia 17/04/2015 ocorreu a visita de uma comissão de acompanhamento do programa PEXPG-UFAL (Programa de qualidade e excelência da pós-graduação UFAL) e um dos pontos fortes do PPGRHS apontado pela comissão foi a mudança na infraestrutura.
Esta mudança faz parte de um processo de melhoria das condições de atuação dos docentes e dos discentes com o intuito de melhorar os indicadores de produção. Esta dinâmica de atuação do Programa tem sido fortemente influenciada pela aprovação crescente de Projetos e Convênios (por exemplo, CT-INFRA/FINEP e Casadinho/CNPq e Editais Fapeal).

LABORATÓRIOS

No último quadriênio de avaliação da Capes, a infraestrutura de laboratórios que dão suporte ao PPGRHS aumentou, sendo agora três: o Laboratório de recursos hídricos (LRH), o Laboratório de Saneamento Ambiental (LSA), e o Laboratório do FORPETRO. Além dos laboratórios, existe um espaço denominado de “casa de experimentos” que abriga instalações experimentais compostas de reatores biológicos para tratamento de efluentes. Toda essa infraestrutura, juntas, somam uma área de 430 m2.

Laboratório de recursos hídricos (LRH): até janeiro de 2015, o LRH compartilhava o espaço com o laboratório de hidráulica, onde eram lecionadas as aulas de disciplinas de graduação. O espaço então não era exclusivo de pesquisa e possuía uma área de 70 m2. Com a construção do novo prédio de laboratórios de ensino de graduação do CTEC, o laboratório de hidráulica foi removido, o espaço foi reformado o LRH passou a ter área exclusiva com cerca de 30 m2, dedicados somente à Pós-Graduação e à pesquisa. Nele são desenvolvidas as atividades de armazenamento, manutenção e pequenos testes de equipamentos de campo de hidrologia, limnologia e qualidade da água. O LRH ainda abriga o cromatógrafo gasoso vinculado às atividades do LSA temporariamente. Os equipamentos que estão vinculados às atividades do LRH, juntamente com os projetos de pesquisa originários são: - Diversos sensores de pressão: redes Finep (Hidroeco, Maplu2), programas de apoio FAPEAL (PPP/FAPEAL); - Sensores de pressão atmosférica (acompanham os anteriores): mesmos projetos de pesquisa; - Diversos pluviômetros de báscula, alguns instalados na cidade de Maceió, basculada de 0,2 mm: mesmos projetos de pesquisa; – 02 Sensores de nível, temperatura e salidade; – FlowCAM (analisador portátil de partículas em fluidos): pró-equipamentos 2013 – ADP (medidor de velocidade e nível da água em oceanos): CT-Agro MCT/MPA/Finep. – Ecobatimetro South (medidor de profundidade com alcance de 0,05 a 200 metros): mesmo projeto; – Sonda YSI 6600v (sonda multiparamétrica de qualidade da água): mesmo projeto; – 03 Sondas EXO2 (sonda multiparamétrica de qualidade da água): CT-Hidro/Finep 2013 – Sensores ópticos TRIOS (sensores hiperespectrais): Universal CNPq 2013 - ADCP M9 (medidor de vazão portátil em rios de grande e médio porte) - 02 Flowtrackers (medidor de vazão portátil em rios de pequeno porte): CT-Hidro/Finep 2013 e rede Finep Maplu2; - Sondas de fluxo (micromolinete): redes Finep (Hidroeco, Maplu2). - Outros equipamentos mais antigos: 01 medidor de qualidade de água multi-parâmetro marca HORIBA-U22, 01 sonda de qualidade da água multi-parâmetros marcaYSI modelo 6600V2, 03 molinetes, 02 GPS, 01 garrafa Van Dorn de 02 litros, 01 disco de Secchi com 0,30 m de diâmetro, 01 coletor de material em suspensão US-39, 01 draga para coleta de sedimentos, e ainda garrafas, botas e capas para coletas de campo.

No âmbito do projeto de pesquisa intitulado “Produtos e Processos - Modelagem Ecológica de Ecossistemas Aquáticos: Estrutura, Funcionamento e Previsão em Lagoas Costeiras”, financiado pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep, Contrato/Convênio no 01.13.0419.00) no ano de 2014, foram adquiridos uma série de equipamentos e materiais para realizar atividades de monitoramento ambiental em ecossistemas aquáticos, tais como, uma boia de monitoramento instalada na laguna Mundaú, sondas multi-paramétricas para monitoramento de variáveis físico-quimicas e biológicas, sensores hiperespectrais, medidores acústicos de vazão, sensores de pressão, estações meteorológicas automáticas, além de diversos materiais e ferramentas de apoia à atividades de campo.

Laboratório de Saneamento Ambiental (LSA): O LSA está implantado no primeiro pavimento do prédio do antigo NPT (Nucleo de Pesquisas Tecnológicas), com recursos de projetos de pesquisa. A reforma para implantação do LSA no prédio do NPT Iniciou em 2001 com recursos do RELINE 1” (Finep 22.01.0745.07, 2001/2005) e projeto “ICALCA” (FINEP/CTHidro/Empresas 01.03.0325.000, 2003/2006), e contava com uma área 100 m2. Em 2007 foi ampliado para 175 m2 com recursos provenientes do projeto RELINE 3 (Finep/Petrobras 01.07.0253.00, 2007/2010). Em 2016 esse laboratório foi novamente ampliado e reestruturado, passando a possuir uma área de aproximadamente 210 m2, com recursos provenientes do projeto Casadinho/Procad 2011. Com essa reestruturação o LSA passou a dispor de uma área de entrada, dotada de porta com controle digital de acesso onde ficam o quadro de avisos e os “porta jalecos”, duas salas para analises físico-químicas, uma sala para microscopia/microbiologia, sala quente com balanças, sala de processos por separações, sala de processos com carvão ativado, sala de reatores biológicos, almoxarifado, sala de técnicos, sala de permanência discente, e sala de acolhida de resíduos e equipamentos inservíveis. Ainda no âmbito dessa reestruturação, mas agora com recursos da UFAL, está sendo organizada uma sala exclusiva para abrigar equipamentos especiais como cromatografos, espectrofotometros e TOC com instalação de 5 linhas de gases especiais, e construída uma nova sala para o almoxarifado com os requisitos das normas de segurança exigidas para tal finalidade, com previsão de conclusão para 2017. Além da estrutura física o LSA possui material de campo, vidrarias, reagentes e equipamentos necessários para as atividades de análises físico-químicas e microbiológicas em amostras de água e efluentes.
A aquisição dos equipamentos do LSA deu-se, também, quase que exclusivamente por meio de projetos de pesquisa. Os primeiros equipamentos foram adquiridos em 1996 por meio do projeto do segundo curso de “Especialização em Engenharia Sanitária” (1 pHmetro ANALION; 1 mufla QUIMIS; 1 turbidimetro POLILAB; 1 colorimetro NESSLER QUANTI; 1 bateria de chapa aquecedora QUIMIS; 1 destilador de água QUIMIS) financiado pela CAPES. Nessa época ainda não dispunha de um espaço físico próprio, e compartilhava o espaço com o laboratório da engenharia química. Em 2001, já em seu espaço próprio, foram adquiridos pelo MEC 1 pHmetro portátil, 1 Centrifuga refrigerada SIGMA, 1 microscópio binocular OLYPUS, 1 agitador vortex CERTOMAT, 1 capela fluxo laminar LABCONCO, 1 aquecedor PETROTES, 1 bureta automática TITREX, 1 mufla LIN ELEKTRO THERM, 1 destilador de água GFL 2008, 1 mesa agitadora CERTOMAT MO. E logo em seguida, com recursos do projeto “RELINE 1” (Finep 22.01.0745.07, 2001/2005) foram adquiridos 1 pHmetro ANALION; 1 oxímetro DIGITAL INSTRUENTS; 1 balança analítica BEL; 1 balança INSTRUTHERM; 1 estufa ODONTOBRAS e recuperado 1 digestor de amônio TECNAL, este projeto foi, também, quem financiou o início da reforma para implantação do LSA no prédio do NPT. Em 2005 por meio do projeto “ICALCA” (FINEP/CTHidro/Empresas 01.03.0325.000), foram adquiridos 1 bureta automática DIGITRAT, 2 Chapas agitadoras/aquecedoras CIENTEC, 1 espectrofotômetro UV-VIS QUIMIS, 1 bomba dosadora MILAN, 1 autoclave QUIMIS, 1 microscópio triocular com captura de imagens e imunofluerescência, 1 caixa UV para leitura de colilert, e 1 seladora para cartelas Colilert. Foi esse projeto quem financiou a conclusão da reforma do LSA. Entre 2006 e 2008 foram adquiridos por meio de 3 projetos financiados pela FAPEAL mais 1 pHmetro OAKTON, 1 bomba peristáltica PERIMAX 12, 1 digestor de DQO, 1 chapa agitadora/aquecedora QUIMIS, 1 incubadora DBO QUIMIS, 2 geladeiras 270 L CONTINENTAL, 1 bureta automática BOECO, 1 estufa ODONTOBRÁS, 1 agitador mecânico e 1 bomba peristáltica MASTERFLEX. No âmbito do projeto RELINE 2 (Finep/Petrobras 01.05.0018.03, 2006/2010), RELINE 3 (Finep/Petrobras 01.07.0253.00, 2007/2013), e RELINE 4 (Finep 01.07.0758.00, 2007/2014) foram adquiridos 1 geladeira duplex CONTINENTAL, 1 Capela de exaustão, 1 Digestor de NTK, 1 destilador de Amônio, 3 buretas digitais, 3 Bombas dosadoras PROMINENT. Em 2008 foi adquirido um analisador de Carbono (TIC/TOC) SHIMADZU (pró equipamentos 2008), em 2009 um HPLC SHIMADZU configurado para análise de íons (pro equipamentos 2009), em 2013 com recursos do projeto MAPLU 2 (MCT/MCIDADES/FINEP/Ação Transversal/SANEAMENTO AMBIENTAL e HABITAÇÃO - 7/2009, 2011/2015) foram adquiridos; 1 digestor de DQO, 1 autoclave; 6 pipetas automáticas; 1 eletrodo para determinação íon amônio, e um conjunto OXTOP para BDO. Em 2014 com recursos do Casadinho/PROCAD 2011 foram adquiridos para o LSA uma bomba de vácuo e uma balança semi-analítica; e em 2015 com recursos do projeto RELINE 5 (Finep 01.10.0775.00 – 2010/2015), foi adquirido um espectrofotômetro UV-VIS de varredura FENTO. O LSA possui ainda um Cromatógrafo gasoso, SHIMADZU, modelo GC-201 (Edital 04/2010 - Linha de Pesquisa 2: Hidrogênio), instalado temporariamente no laboratório de Recursos Hídricos (LRH) que será transferido para o LSA assim que as linhas de gases especiais ficarem prontas.

Laboratório do FORPETRO: este é um laboratório de “Formação de Multiplicadores para Difusão de Conhecimentos nos Setores de Petróleo, Gás, Biocombustíveis e Petroquímica no Ensino Médio (FORPETRO) que foi inaugurado em 2015. Este laboratório tornou-se agora mais um item da infraestrutura do PPGRHS. Assim, além de subsidiar as aulas e pesquisas da graduação e pós-graduação o laboratório também tem por finalidade popularizar e difundir conhecimentos sobre petróleo, gás, biocombustíveis e petroquímica no ensino médio visando motivar e despertar vocações entre jovens estudantes. O prédio possui uma área total de aproximadamente 150 m2 com 4 salas, de 30 m2 e uma recepção. Em uma das salas foi instalado O laboratório de biologia molecular (LBM) e nas outras 3 serão desenvolvidas, também, atividades de análises físico-químicas e microbiológicas em amostras de água e efluentes. O LBM possui material de campo, vidrarias, reagentes e equipamentos necessários para tais atividades, adquiridos principalmente com recursos do projeto PROCAD / Casadinho - Monitoramento Avançado de Processos Biotecnológicos e de Qualidade Ambiental, o qual integra os grupos de pesquisa vinculados ao Programa de Pós-Graduação em Recursos Hídricos e Saneamento (PPGRHS) da UFAL e ao Programa de Pós-Graduação em Engenharia Hidráulica e Saneamento (PPG-SHS) da EESC/USP. No LBM foram instalados 1 Sistema de Denaturing Gradient Gel Electrophoresis (DGGE) Bio-Rad e um Sistema de fotodocumentação Bio-Rad (ambos com recursos do Pró-Equipamentos 2011); assim como também, um Sistema de Real-Time PCR Bio-Rad, um Fluorímetro Qubit, e duas Microcentrífugas Eppendorf, um micro-homogenizador; um autoclave; um vórtex; um refrigerador; uma incubadora bacteriológica, notebooks; e nobreaks adquiridos com recursos do projeto Casadinho/Procad 2011.

Os recursos captados pelo PPGRHS no projeto Casadinho/Procad (Edital 06/2011), Monitoramento Avançado de Processos Biotecnológicos e de Qualidade Ambiental, o qual integra os grupos de pesquisa vinculados ao Programa de Pós-Graduação em Recursos Hídricos e Saneamento (PPGRHS) da UFAL e ao Programa de Pós-Graduação em Engenharia Hidráulica e Saneamento (PPG-SHS) da EESC/USP, foram essenciais para reestruturar o LSA, permitindo a expansão do seu portfólio de análises disponíveis. Para possibilitar essa reestruturação, no projeto estava prevista a ampliação do LSA, através de recurso para obras de infra-estrutura, possibilitando a ampliação do espaço físico do laboratório. Com a construção do prédio anexo, tais recursos não foram utilizados em obras de alvenaria, mas foi possível otimizar o layout do LSA no prédio do NPT, com a aquisição e instalação de novas divisórias e implantação de um controle de acesso. O próprio prédio anexo foi adequado ao uso do LSA com recursos do Casadinho/Procad, através da instalação de ar condicionado, grades de segurança, armários embutidos, persianas verticais e toldos para proteção de algumas esquadrias.

Casa de experimentos: esta edificação tem 40 m2 e lá são operados diversos reatores biológicos para pesquisas em produção de biohidrogênio e outros produtos no âmbito do PPGRHS, e estão instalados alguns equipamentos como 1 Refrigerador HOR HDE- 503 11 220 V, Bombas dosadora BDG 4C, 1 Bombas dosadora eletromagnética DLXMA/AD 0115 SD:E1, adquiridas pelo edital Universal 14/2011 - Faixa A, e pelo Casadinho/PROCAD/2001, além de uma Câmara anaeróbia Whitley A35 (Pró-Equipamentos 2014) que ainda não instalada.

Com a construção prevista do Núcleo Tecnológico Ambiental (NTA) toda esta infraestrutura será expandida.

Entrada Centro de Tecnologia (CTEC) pelo estacionamento
Vista da entrada do prédio do PPGRHS
Entrada. fundo - acesso à sala de permanência maior, à direita sala do hidrotécnico, à esquerda sala multiuso e sala de aula
Secretaria do PPGRHS
Mural do PPGRHS
Ambiente anexo do LSA onde são operados diversos reatores biológicos
Sala de permanência maior: armário de discentes e área de trabalho dos bolsisas de IC
Sala multiuso
Sala de aula e de defesas de dissertação
Sala de aula e de defesas de dissertação
Sala de permanência maior
Sala de permanência maior. Ao fundo salas de permanência de discentes em dissertação
Sala de permanência de discentes em dissertação
Sala de permanência de discentes em dissertação
Biorretenção experimental
Sensor hiperespectral
ADCP SonTek M9 - 2
ADCP SonTek M9 - 1
Analisador de partículas: detalhe
Analisador de partículas
ADCP Flow tracker
Estação total utilizada em pesquisas de campo
Reator biológicos de pesquisas em produção de biohidrogênio
Trabalho de campo: levantamento de lote com estação total - projeto de pesquisa em Edital Universal 2013
Pluviômetro de báscula em bacia urbana
Infraestrutura
Infraestrutura
Infraestrutura
Infraestrutura
Infraestrutura
Cromatrógrafo
Cromatrógrafo
Laboratório de recursos hidricos: refrigerador e armários
Laboratório de recursos hidricos: refrigerador
Laboratório de saneamento ambiental - LSA
Laboratório de saneamento ambiental - LSA
Laboratório de saneamento ambiental - LSA
Laboratório de saneamento ambiental - LSA

Programa de Pós-Graduação em Recursos Hídricos e Saneamento - PPGRHS/UFAL
2020 © Todos os Direitos Reservados
FacebookTwitter